Helena dos Santos

Helena dos Santos é escritora e contadora de histórias. Participou da antologia “O movimento leve”, org. Vagner Amaro. Editora Malê, 2018.

Mini Biografia

Escrevo desde os 19 anos e meu primeiro texto publicado foi: “Querido diário…” que en 2009 recebeu menção honrosa no Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero (CNPq); na época estava concluindo o ensino médio. No ingresso na universidade, fui morar no interior do estado da Bahia e passei a ler compulsivamente a literatura brasileira. Foi o meu encontro com os primeiros textos infantis produzidos por autores indígenas, menciono: Daniel Munduruku. Influenciada por estas obras e pela vida interiorana, criei duas obras infantis agraciadas no Prêmio Nadja Nunes. – UNEB, “Nelson, o porteiro” e “Alice no Tecnomundo, o país dos personagens. Ambos textos foram compilados na coletânea Revelações Literárias da editora EdUNEB. Em 2015 realizei em uma escola pública (juntamente com três amigas pedagogas) o projeto literário: Biblioteca Escolar – O negro em destaque com financiamento do Fundo de cultura da Bahia. Todavia, em 2017 recebi o Prêmio Antonieta de Barros – para jovens comunicadores negros e criei o projeto social: O que tem atrás da porta? com o intuito de estimular a construção identitária das crianças negras de bairros periféricos da cidade e no incentivo a formação de público leitor. Em agosto de 2018 lancei a coletânea: Movimento Leve, pela Editora Malê como forma de ressaltar a produção literária de jovens escritores negros do Brasil. Meu texto intitulado: Quixote, o “quirubim” do Sertão! foi o primeiro colocado do prêmio vinculado a esta editora. Minhas produções podem ser encontradas no site dos Prêmios e na Editora, além do contato direto comigo para conhecer o projeto e as produções.