projeto

que nasceu na Bahia e vai mapear o Brasil

Foto: Analee Sales para Escritoras Negras da Bahia | Intervenção artística em Caravelas-Bahia | Todos os direitos reservados.

 

Quando você pensa em um escritor contemporâneo, você rapidamente pensa em alguma escritora negra?

{Escritoras Negras da Bahia} deseja que que esta resposta amplie-se positivamente. Fala-se todo tempo do desejo de igualdade de gênero, de inserção da mulher no mercado de trabalho, em equidade de reconhecimento e respeito, mas na prática, as mulheres negras e indígenas são inseridas em um sistema que insiste no genocídio, epistemicídio e deslegitimação das produções. Com o objetivo de registrar a memória e catalogar as escritoras negras da contemporaneidade, o site fomenta a rede de produção literária, iniciando a busca na Bahia, e multiplica o conhecimento com os resultados aqui alcançados.

{Escritoras Negras da Bahia} fortalece artistas que contam suas histórias, por meio da literatura oral e/ou escrita. Contadoras de histórias, poetas, contistas, romancistas, cordelistas, performers, slamers, que fazem da sua arte espaço para romper barreiras, falar do seu próprio povo, de diversos temas, produzir discussões e reflexões, e marcar suas existências a partir de seus movimentos que perpassam diferentes territórios de identidade baianos.

{Escritoras Negras da Bahia} começa na Bahia, locus de onde começaram as primeiras narrativas do que conhecemos como Brasil, a fim de se tornar uma metodologia para ser aplicada em todo o país e ampliar nossas observações sobre literatura brasileira contemporânea. O projeto segue em movimentos pelo Brasil e pela Améfrica dialogando e encontrando aliados pelo caminho, realizando vivências, pesquisas e publicações sobre o contexto literário.

{Escritoras Negras da Bahia} são escritoras do mundo, que vivem, pensam, escrevem, e constróem, por meio de sua arte, pluralidades de se pensar e de extrair sentidos… Que lutam contra todos os tipos de opressões que colocam o nosso povo na fronte de violências físicas e simbólicas. Este projeto que englobou mapeamento, diagnóstico e rodas de conversa, contou com o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia por meio do Edital Setorial de Literatura (2016) do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura da Bahia. Atualmente, é mantido de forma independente.

Movimente sua mente e navegue com a gente! Estamos em constante atualização…

Foto: Analee Sales para Escritoras Negras da Bahia |Oficina Literatura, em Alcobaça-BA | Todos os direitos reservados.